No Mês da Consciência Negra, Escola Oliveira Barreto amplia discussão sobre diversidade

Houve rodas de conversa, leituras junto com os professores e atividades artísticas

No Mês da Consciência Negra, Escola Oliveira Barreto amplia discussão sobre diversidade

Foto: DIVULGAÇÃO - Atividade mostrou que as pessoas podem ter cabelos diversos

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 24/11/2021

Os alunos da escola municipal Prof. José D’Oliveira Barreto, do Jardim Bela Visto, mergulharam em temas sobre a diversidade no Mês da Consciência Negra. O projeto abordou o respeito às diferenças, de maneira leve e consciente, colaborando para elevar a autoestima das crianças.

Em sala de aula, foram trabalhados livros e filmes sobre o tema, além de outras atividades pedagógicas. A programação envolveu, ainda, aprendizado sobre a capoeira. Participaram do projeto todas as turmas dos primeiros aos quintos anos do Ensino Fundamental.

“Eles leram o livro ‘O cabelo de Lelê’, e 60 ou 70% das crianças da sala têm o cabelo crespo, então eles amaram isso, confeccionaram trabalhos com as fotos deles para mostrar que podemos ter cabelos diversos, mas mesmo assim somos iguais”, expõe a coordenadora pedagógica Carla Germano.

No encerramento do projeto, na semana passada, painéis e trabalhos produzidos pelos alunos foram expostos nos murais da escola. “Houve roda de conversa durante todo esse mês, todos os dias uma leitura junto com os professores, as crianças adoraram”, celebra a educadora.