Grupo de pesquisa da Unifipa publica artigo em revista científica internacional

Estudo abordou o processo de cicatrização tecidual em feridas infectadas

Grupo de pesquisa da Unifipa publica artigo em revista científica internacional

Foto: DIVULGAÇÃO - Trabalhos de iniciação científica são desenvolvidos nos laboratórios da Unifipa

Da Reportagem Local
Publicado em 29/10/2021

A pesquisa de iniciação científica dos alunos do curso de Medicina da Fameca/Unifipa Catanduva, desenvolvida nos laboratórios de pesquisa da instituição, ganhou visibilidade ao ser publicado em revista internacional. Trata-se do artigo 'Cutaneous wound healing modulation of lesions infected by Staphylococcus epidermidis and treated with 4% stabilized sodium hypochlorite solution', veiculado na World Journal of Biology Pharmacy and Health Sciences.

A pesquisa envolve a análise de aplicação de solução de hipoclorito de sódio estabilizado a 4% (usado na diluição de 0,4%) no processo de cicatrização tecidual em feridas infectadas.

Os integrantes do projeto são Carolina Telini Rosa Rodrigues Alves, Eduardo Monteiro Diniz Junqueira, Camillo de Lellis Sandoval Filho e Juliana Cruzera Antonio, egressos do curso de Medicina que desenvolveram o trabalho como iniciação científica; Melina Mizusaki Iyomasa-Pilon e Helena Ribeiro Souza, técnicas da Unifipa, do grupo de pesquisa, e a professora dra. Ana Paula Girol, orientadora do trabalho e pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Unifipa.

ARTIGO DE EGRESSA 

A egressa do curso de Biomedicina Tissiane Eid Barbosa Ashino teve sua pesquisa de mestrado publicada na revista International Immunopharmacology. Coordenado pela mesma docente da Unifipa, o artigo é intitulado “Protective effects of piperlongumin in the prevention of inflammatory damage caused by pulmonary exposure to benzopyrene carcinogen”.

A pesquisa envolveu a análise da aplicação de composto extraído da pimenta, chamado piperlongumina, no processo inicial do desenvolvimento de câncer de pulmão, em estudo pré-clínico (animais de experimentação). 

A pesquisa para o mestrado, realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Biociências da Unesp de São José do Rio Preto, concluiu que o tratamento com a piperlongumina conseguiu reverter o processo inflamatório relacionado ao início do desenvolvimento tumoral. 

REVISTA DA UEL 

Adriani Izabel de Souza Moraes, Tatiane Veterin Coneglian e Francielly Aparecida Correa Iembo, egressas do curso de Enfermagem publicaram artigo científico sobre qualidade de vida de pacientes em terapia de substituição renal em um hospital de ensino em revista da Universidade Estadual de Londrina (UEL), a Semina - Ciências Biológicas e da Saúde. O artigo teve orientação dos professores Ma. Taís Pagliuco Barbosa, Me. João César Jacon e Dra. Maria Cláudia Parro.

O objetivo foi avaliar a qualidade de vida dos pacientes com insuficiência renal crônica no decorrer do tratamento hemodialítico, bem como as diferenças em relação ao sexo. O estudodescritivo e quantitativo foi desenvolvido no setor de Terapia Renal Substitutiva de um hospital escola, constituído por 78 pacientes.

Como resultado, 51,3% estudados eram do sexo feminino e 48,7% do masculino, com 96,2% não possuindo vínculo empregatício. A pesquisa concluiu, então, que os pacientes em terapia de substituição renal têm qualidade de vida média.