Encontro Solidário arrecada 3,2 toneladas de alimentos com ajuda de influenciadores

Mantimentos serão divididos entre projetos Prateleira Solidária e Marmitas Mãe Ercy

Encontro Solidário arrecada 3,2 toneladas de alimentos com ajuda de influenciadores

Foto: DIVULGAÇÃO - Influenciadores conseguiram metade dos alimentos arrecadados

Da Reportagem Local
Publicado em 23/12/2021

A segunda edição do Encontro Solidário, festa anual 100% beneficente, superou a marca de 3,2 toneladas de alimentos arrecadados. Os mantimentos serão divididos entre os projetos sociais Prateleira Solidária e Marmitas Mãe Ercy, ambos surgidos durante a pandemia do coronavírus.

Idealizada pela jornalista e nano influencer digital Camila Belchior e viabilizada pelo empresário Rodolpho Castilho, a festa foi palco do resultado da 1ª Batalha dos Influencers de Catanduva, que uniu personalidades digitais engajadas na busca por alimentos para as instituições.

“A Batalha foi só um pretexto para unirmos aquelas pessoas de Catanduva que têm o poder de muitos contatos nas mãos para inspirarmos solidariedade” revela a idealizadora da ação.

Camila agradece aos patrocínios em alimentos e conta que vários deles foram feitos graças à ponte criada entre os influenciadores nas redes, que puderam exibir seus trabalhos durante a Live Show realizada durante o evento – ainda disponível no canal Vida Sem Trilhos, no Youtube.

Ela lamenta que influenciadores com maior número de seguidores não participaram, mas alfineta: “Por incrível que pareça os mais famosos foram os que disseram não, mesmo assim os menores, juntos, conseguiram arrecadar mais de 3 mil quilos de alimentos não perecíveis.”

A primeira colocada foi Geanie Ferrari, que arrecadou 24 cestas básicas ultrapassando R$ 3 mil. Na sequência, Regina Martos conseguiu duas cestas a menos. Em terceiro ficou Karina Fernandes, que arrecadou logo no primeiro story uma doação de R$ 1,2 mil em carnes.

Animada, Camila já projeta a edição do próximo ano. “Ano que vem queremos vender o dobro de convites, e quem sabe dobrar a quantidade de doação em alimentos”, arrisca.