Com Ceia de Natal, projeto Saúde e Educação Solidária distribui cestas básicas

Instituição oferece atendimento com psicólogo, ginecologista e neuropsicopedagogo

Com Ceia de Natal, projeto Saúde e Educação Solidária distribui cestas básicas

Foto: DIVULGAÇÃO - Foram distribuídas mais de 30 cestas básicas para famílias em vulnerabilidade

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 24/12/2021

O projeto Saúde e Educação realizou neste mês a entrega de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social. A instituição oferece gratuitamente atendimento com psicólogo, ginecologista e neuropsicopedagogo. A expectativa era atender 30 famílias em situação de extrema necessidade de alimentos, mas a meta foi superada.

“Com a ajuda de todos, superamos o número de cestas montadas conseguindo assim doar mais de uma cesta para algumas famílias numerosas e com crianças. Conseguimos também verduras frescas e todas crianças ganharams chocotones confeccionados e doados por voluntárias do projeto”, explica Gláucia Ferreira, presidente do projeto.

Ela destaca que na distribuição das cestas foi realizada uma confraternização. “As entregas das cestas aconteceram junto com uma confraternização de Natal e Ano Novo onde todos tiveram fartura com uma ‘ceia’ feita para os participantes. Um dos momentos de maior emoção foi quando participantes (depois da oração à mesa) pediram para agradecer.”

Gláucia enviou ao Jornal O Regional o depoimento de uma das atendidas pelo projeto. “Quando comecei a participar do projeto eu tinha que terminar de cumprir uma pena na penitenciária (que pra mim já era normal). Eu já cometia delitos pra ficar presa e quando estava em casa só ensinava coisas erradas para minhas crianças. Na penitenciária eu só conseguia lembrar das coisas que aprendi com o setor de psicologia do projeto e aprendi a me conhecer e hoje tenho sentido de vida. Nunca mais usei drogas e quero viver com meus filhos. Obrigada.”

A presidente agradece a parceria de empresas e voluntários. “Agradecemos à dra. Tâmara Suardi Jardim, ginecologista e obstetra, ao Imes Catanduva, à faculdade Uniplan, à representante dos sorvetes Ice Creamy, ao projeto Troco Livro por Alimentos, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima através do padre José Júlio, que doou o salão paroquial para que essa pessoas pudessem ser cuidadas e a todos os voluntários que acreditaram nessa idealização, que saúde e educação é o caminho para a libertação humana através da superação. Através de um ato de gratidão à Deus muitas histórias estão sendo transformadas com tantas ajudas.”