Cia da Casa Amarela apresenta três espetáculos gratuitos no Sesc em dezembro

Peças mostram personagens que se encontram em situação de caos, dificuldades e desafios

Cia da Casa Amarela apresenta três espetáculos gratuitos no Sesc em dezembro

Foto: VIVIAN GRADELA - Espetáculos são dirigidos por Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 30/11/2021

A Cia da Casa Amarela reabre as apresentações teatrais presenciais para crianças e famílias no palco do Sesc Catanduva, com três peças elogiadas e premiadas que remetem ao recomeço, a superação e esperança com humor, poesia, delicadeza e sensibilidade.

A escolha do repertório foi muito bem pensada pelo grupo - que tem hoje mais de dez peças em cartaz - considerando o momento que vivemos, sonhando tempos melhores daqui para frente.

Os três espetáculos mostram personagens que se encontram em situação de caos, dificuldades e desafios e precisam enfrentar obstáculos para sobreviverem, sempre com um olhar no futuro onde encontrarão uma nova vida, com autossuperação e realizações profundas.

Endereçada às crianças e todo o público, as peças da Cia da Casa Amarela sensibilizam, emocionam e divertem adultos também. Os temas foram selecionados pelos atores, dramaturgos, diretores e produtores Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues.

“A nossa expectativa de volta é a melhor possível, considerando todas as questões que envolvem esse período que vivemos. Haverá limitação de público, cuidados sanitários, no entanto, é um alívio voltar e, principalmente, ao Sesc Catanduva”, destaca Carlinhos.

Ele frisa a importância da parceria com o instituição. “A Cia da Casa Amarela apresenta-se há 25 anos nas unidades do Sesc da capital e do interior e durante o período de isolamento, quase dois anos sem apresentações presenciais, foi essa parceria que possibilitou - não só a Cia da Casa Amarela - como toda a classe artística a sobreviver.”

O artista relembra os desafios do setor durante a pandemia. “Tempos difíceis para todos, mas nós artistas ficamos à margem de todo processo porque no Brasil ainda não se tem essa consciência do quanto a arte e cultura são bens essenciais e que um artista é um profissional como outro qualquer. A vida de um artista é de trabalho constante, pesquisa, produção, buscas, enfim, uma dedicação diária, sem horários, sem feriados, sem férias... Enfim, poder voltar agora, em nossa cidade, no palco do Sesc Catanduva, é uma honra para nós. Com toda representatividade que a Cia da Casa Amarela tem em nossa cidade, região, estado, país e mesmo no exterior, não poderíamos ficar de fora dessa retomada. Esperamos voltar de vez! Que não paremos mais! E que esse seja, realmente, um reinício de muita arte, cultura e luzes a serem compartilhadas entre artistas e público.”

PROGRAMAÇÃO

No domingo, dia 5, às 10h30, a Cia da Casa Amarela apresenta o espetáculo ‘Nina e Carambola’. Há 17 anos em cartaz, a peça diverte, emociona e inspira crianças e adultos. Inspirados nos temas do livro 'Ficar Triste Não É Ruim', de Michaelene Mundy, Drika e Carlinhos criaram e produziram a história sobre uma Ratinha (Nina) que fica sozinha num beco e tem que enfrentar os perigos e desafios da vida, incluindo o terrível e faminto Gato Cinza (Carambola).

Em clima de jazz e blues, Nina e Carambola se enfrentam no beco até perceberem que ambos têm muito em comum. Será possível nascer uma amizade entre gato e rato? Sucesso entre crianças, jovens e adultos, 'Nina e Carambola' é muito utilizada em sala de aula também por educadores que podem trabalhar inúmeros temas que a peça propõe.

No dia 12 de dezembro, às 10h30, será a vez de ‘Um Outro Lugar’, que estreou dois anos antes da pandemia e tornou-se extremamente atual ao abordar o encontro de dois refugiados que vêm de lugares diferentes e agora terão que dividir o mesmo espaço e um poço. Divertida, a peça também emociona ao situar os personagens num momento tão comum ao que vivemos hoje, não só fisicamente como socialmente.

As ambições fazem com que eles entrem em pé de guerra pela água, única fonte de vida. Armando planos, dissimulando, enganando e trapaceando, tentam dominar o poço e exigir tributos e impostos, um do outro, para viverem no mesmo lugar.

Fechando com chave de ouro, no dia 19 de dezembro, também às 10h30, será a vez do espetáculo ‘La Vie En Rose’, um dos maiores sucessos dos 26 anos de carreira da Cia da Casa Amarela. A peça foi inspirada na música de Edith Piaf, utilizada pelos franceses após o término da Segunda Grande Guerra, com o objetivo de inspirar o povo da França a reconstruir seu país.

Esse foi o mote inspirador para os atores, dramaturgos e diretores Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues, que criaram e produziram esse espetáculo sobre uma menina órfã de guerra que não só perdeu os pais como também amigos, casa, enfim, tudo.

Em meio à guerra, Rose conhece o soldado Jean-Pierre. Entre ambos surge uma amizade, apesar da enorme diferença entre ambos: ela é sonhadora e esperançosa - apesar de todas as perdas - e ele é frio, insensível e pessimista. Mesmo assim, resolvem sonhar um futuro sem guerras, sem medo, sem tirania, onde haja amor e esperança.

ACESSO

As peças teatrais serão realizadas no Ginásio de Eventos, do Sesc Catanduva. Para o acesso, é necessário apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19, com as duas doses da vacina ou da dose única, e um documento oficial com foto.

O público pode apresentar o comprovante de vacinação físico, recebido no ato da vacinação, ou o comprovante digital, disponibilizado pelas plataformas VaciVida e Conecte SUS, ou pelo aplicativo e-saúdeSP.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3524-9200. O Sesc Catanduva fica localizado na Praça Felício Tonello, 228 - Vila Rodrigues.