< Back

Viação Luwasa pede suspensão temporária de linhas para Novo Horizonte, Ibitinga e Cajobi

Segundo relatos de passageiros, os ônibus pararam de circular no mês passado

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: Divulgação - Viação Luwasa suspendeu atendimento em três linhas na região de Catanduva

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A Viação Luwasa, integrante do Grupo Expresso Itamarati, solicitou à Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) a paralisação temporária pelo prazo de 365 dias de três linhas intermunicipais suburbanas das quais é permissionária.

As três linhas têm em comum a ligação com Catanduva, sede da empresa. Os municípios interligados à cidade por essas três linhas são Ibitinga, Novo Horizonte e Cajobi. Segundo relatos de passageiros, os ônibus pararam de circular no mês passado.

Os avisos foram publicados pela Artesp no Diário Oficial, na edição da última terça-feira, dia 20. Pelo prazo de 15 dias, a contar da data de publicação, a agência reguladora receberá impugnações, reclamações, sugestões e novas propostas relacionadas aos pedidos da Luwasa.

A notícia já motivou críticas nas redes sociais. “Moradores dessas cidades que dependem do ônibus pra vir para Catanduva estão tendo dificuldade. Também precisamos dessas pessoas pra movimentar nosso comércio. Fica aqui minha indignação, isso é falta de respeito com as pessoas”, reclamou Jucelia Gomes, que utiliza a linha de Catanduva a Cajobi.

A reportagem de O Regional tentou contato com o Grupo Expresso Itamaraty nos telefones disponíveis no site e também por e-mail. Não houve retorno até o fechamento desta edição.