< Back

Vendas do comércio têm aumento de 0,3% em setembro, aponta Serasa

Recuperação foi apenas parcial diante da queda de 0,7% constatada em agosto

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

FOTO: DIVULGAÇÃO - Segmento de material de construção foi principal responsável pela alta

Da Reportagem Local
Publicado em 30/10/2021

O Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian registrou leve alta de 0,3% em setembro deste ano na comparação com o mês anterior. De acordo com o índice, as vendas do varejo físico no Brasil foram impulsionadas, principalmente, pelo setor de Material de Construção, que cresceu 1,7%. Na contramão, o segmento de Combustíveis e Lubrificantes, bem como o de Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas, amargaram quedas de 3,3% e 1,3%, respectivamente.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, é importante ressaltar que o aumento de 0,3% ante a queda de 0,7% constatada em agosto de 2021, torna a alta apenas uma recuperação parcial.

“O crescimento de setembro não foi capaz de compensar a queda anterior. Dessa forma, é possível afirmar que o comércio brasileiro ainda sofre as consequências da instabilidade econômica. Os números poderiam ser melhores, mas com a alta da taxa Selic e da inflação no país, junto ao cenário de desemprego, os consumidores não conseguem fortalecer o poder de compra, enfraquecendo a evolução do varejo nacional”.

Análise Anual

Na análise anual a recuperação foi ainda menor, já que setembro deste ano registrou expansão de apenas 1,6% enquanto o mesmo mês de 2020 marcou tombo de 10,6%.

Também no comparativo ano a ano, foi o setor de material de construção que obteve a maior alta, de 9,1%. No entanto, a relação interanual revela uma queda mais acentuada para o segmento de Combustíveis e Lubrificantes, essa de 12,3%.