< Back

Tempestade derruba mais de 40 árvores e correnteza arrasta veículos em Catanduva

Alguns prédios públicos, como escola e unidade de saúde, também sofreram avarias

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: REPRODUÇÃO / REDES SOCIAIS - Carro não consegue atravessar ponto de alagamento na av. Benedito Zancaner

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 11/11/2021

A tempestade registrada em Catanduva na tarde de ontem, dia 10, deixou longo rastro de estragos e mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros e outros órgãos de segurança. Um dos pontos mais graves foi na avenida Benedito Zancaner, em que o córrego Barro Preto transbordou. Pessoas ficaram ilhadas e veículos foram arrastados pela correnteza.

A reportagem do Jornal O Regional recebeu inúmeros registros de seus leitores indicando árvores caídas, pontos de alagamentos, queda de muros e populares se unindo para impedir que uma moda fosse arrastada pela enxurrada. O alto nível do rio São Domingos, quase no seu limite, também está entre as imagens do dia. Todo o material está disponível nas redes sociais do jornal.

De acordo com relatório do Corpo de Bombeiros atualizado às 17h50, foram registradas 40 ocorrências de quedas de árvores, três inundações em residências e três carros arrastados pela água, sem vítimas. O pátio da corporação ficou praticamente vazio durante toda a tarde e início da noite, com todas as equipes empenhadas no atendimento à população.

Já a Defesa Civil informou que as principais ocorrências atendidas pelas equipes foram relacionadas a queda de árvores. Alguns prédios públicos, como escola e unidade de saúde, sofreram avarias. “Equipes da Prefeitura estão nas ruas para os reparos, mas os trabalhos estão prejudicados por conta da intensidade da chuva. Até agora, 38 árvores foram retiradas das ruas e avenidas”.

A Energisa Sul-Sudeste também divulgou relatório às 18 horas, depois de duas horas desde o início da chuva, e indicou atendimento de ocorrências nos bairros Parque Industrial, Parque das Américas, Agudo Romão, Primavera, Isabella, Ipanema, Aeroporto, Santa Paula, Santo Antônio, área central e adjacências. Além disso, houve falta de energia em localidades rurais.

“A maior parte das ocorrências foi provocada por queda de árvores, galhos e outros objetos que, com a força do vento, foram lançados sobre a rede elétrica. Com as equipes atuando simultaneamente nas ruas, realizando inspeções e manobras no sistema elétrico, a energia está sendo restabelecida de forma gradual”, informou a concessionária, em nota.

Em vídeo nas redes sociais no início da noite, o prefeito Padre Osvaldo (PSDB) afirmou que a limpeza do rio São Domingos, córregos e represas contribuiu para evitar “uma enchente maior”. “Até o presente momento está tudo sob controle, todas as áreas, estamos com equipes de plantão, tanto da SAEC, Elétrica, Meio Ambiente e Trânsito, para fazer as intervenções necessárias.”