< Back

PM flagra 11 detentos descumprindo regras da saidinha temporária em Catanduva

Eles poderão ser recolhidos às celas e punidos com regressão para o regime fechado

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: POLÍCIA MILITAR - Aplicativo mostra em mapa a localização das pessoas fiscalizadas pela PM

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 30/12/2021

A Polícia Militar de Catanduva flagrou 11 detentos que quebraram as regras da “Saidinha Temporária”, na noite da terça-feira, dia 28. A legislação impõe que os presos não podem sair de casa entre 19 horas e as 6 horas da manhã seguinte, nem frequentar estabelecimentos com venda de bebidas alcoólicas.

Segundo o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar de Catanduva, capitão Osmair Renan Garcia da Costa, em 24 horas, todos foram encontrados por meio do aplicativo do Projeto Vida, que usa GPS para localizar o endereço fornecido pelo detento à Justiça.

Agora eles aguardam a avaliação do poder judiciário e poderão ser recolhidos às celas e punidos com regressão para o regime fechado, sem direito a novas “saidinhas”.

O projeto Vida - Vigilância, Inteligência, Defesa e Ação é fruto da parceria entre o Tribunal de Justiça e a Polícia Militar. Por meio do aplicativo, a PM recebe os nomes, endereços e fotos dos beneficiados pela saidinha. O app também possibilita a fiscalização do cumprimento de outras decisões judiciais, como medidas protetivas e cautelares diversas da prisão.

No Vida, o aplicativo reproduz a localização da pessoa fiscalizada ou protegida em mapas projetados nos equipamentos (smartphones e tablets) instalados nas viaturas. Na região, são 283 veículos fazendo esse tipo de monitoramento. O operador também tem acesso, em tempo real, a informações sobre as restrições, crime cometido, foto, entre outras.

Ao todo, 1.965 presos da região de São José do Rio Preto, que engloba Catanduva, ganharam 12 dias de liberdade, na quinta-feira, 23, para ficarem com suas famílias durante as festas de final de ano, como parte do programa de reintegração à sociedade.

Segundo o Departamento de Execuções Criminais, foram beneficiados pela Justiça condenados que estão em regime semiaberto. Todos devem retornar às celas em 3 de janeiro. O balanço final do projeto Vida será divulgado no dia seguinte.

FIM DA SAIDINHA EM RP

O juiz do Departamento de Execuções Criminais da 8ª Região Administrativa do Estado (Deecrim), Evandro Pelarin, já mandou seis detentos voltarem para a prisão mais cedo, em São José do Rio Preto.

Na semana passada, eles também foram flagrados fora de casa à noite ou com endereço falso de residência. Outros nomes aguardam decisão do magistrado.