< Back

Patrulha Ambiental identifica suspeito de provocar incêndio em área de preservação

Se comprovado crime ambiental, o autor poderá ser preso. Valor da multa chega a R$ 50 milhões

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: PREFEITURA DE CATANDUVA - Fogo se alastrou de forma rápida e destruiu árvores nativas

Da Reportagem Local

A Patrulha Ambiental de Catanduva identificou o suspeito de provocar incêndio em área de preservação permanente, no Parque Iracema. O fogo se alastrou de forma rápida e destruiu árvores nativas. Toda a ação foi registrada pelas câmeras de monitoramento de um condomínio que fica próximo ao local. Nas imagens é possível ver o momento em que uma pessoa parou e ateou fogo.

A equipe da Patrulha Ambiental foi acionada e constatou o crime. “A partir de agora, o laudo será realizado pela Secretaria de Meio Ambiente, que vai fazer um levantamento da área queimada e o que foi destruído. O autor destruiu um trabalho de vários anos. Vale lembrar que dependendo da espécie arbórea, uma árvore leva de 18 a 24 meses para crescer”, informa Algacir Ferreira, da Guarda Civil Municipal.

O caso foi registrado no Plantão Policial e será investigado. Se comprovado crime ambiental, o autor poderá ser preso. A multa nesse tipo de ocorrência pode variar entre R$ 5 mil e R$ 50 milhões.

Denúncias de queimadas e incêndios podem ser feitas para o telefone 153.