< Back

Em 10 dias, Semana Brasil deve aumentar vendas do varejo paulista em 5%

Expectativa positiva está ligada à maior flexibilização do comércio

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: Agência Brasil - Lojistas acreditam que a maior parte das vendas permanecerá no comércio físico

Da Reportagem Local

Comumente conhecida por estimular promoções e descontos, a Semana Brasil começou nesta sexta-feira (3) e vai até 13 de setembro. Neste ano, as vendas devem movimentar o varejo paulista. De acordo com pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), com a participação das principais CDLs do Estado de São Paulo, o aumento será de 5% em todo o Estado. 

"A Semana Brasil tem alto potencial para o desempenho positivo das vendas. Neste ano, como fim das restrições e maior flexibilidade do comércio, a data deve movimentar as lojas físicas, apresentando crescimento quantidade de vendas”, explica o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

Com os estabelecimentos abertos, os lojistas acreditam que a maior parte das vendas permanecerá no comércio físico. Os setores mais beneficiados serão os de vestuário, calçados e eletrônicos. Além disso, com menos restrições, bares e restaurantes devem receber uma alta demanda de consumidores. 

Além de oferecer descontos progressivos, 8 em cada 10 lojistas acreditam que facilitar as formas de pagamento - como o aumento do número de parcelas - é o melhor método de atrair os clientes.

“A Semana Brasil é de extrema importância para o segundo semestre e para uma efetiva  retomada no comércio. Servirá de aquecimento para vendas  no fim de ano e impulsionará o otimismo dos lojistas” , finaliza.