< Back

Como vender artesanato na internet é tema de evento gratuito do Sebrae-SP

Empreendedores vão conhecer estratégias para montar uma loja virtual

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: DIVULGAÇÃO = Pesquisa realizada pela Sebrae mostrou que 76% dos empreendedores de artesanato utilizam meios digitais na hora da venda

Da Reportagem Local

Com o objetivo de orientar artesãos e artesãs a utilizar a internet para aumentar suas vendas, o Sebrae-SP vai realizar no próximo dia 13 de setembro, das 19h às 21h, o evento online e 100% gratuito 'Como vender artesanato pela internet'. A ação vai apresentar as principais dicas e orientações do ambiente virtual e também como é possível vender artesanato pelo ELO7, plataforma de vendas especializada no segmento.

As pessoas interessadas podem se inscrever pelo link https://sebrae.contatosebraesp.com.br/artesanatopelainternet. Mais informações pelo telefone 0800 570 0800.

As vendas pela internet aumentaram com a pandemia do coronavírus e estão sendo responsáveis por parte significativa das vendas de produtos e serviços dos pequenos negócios.

A 11ª edição da pesquisa 'O Impacto da pandemia do coronavírus nos Pequenos Negócios', realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), detectou que mais da metade do faturamento de 1/3 dos microempreendedores individuais (MEI) provém dessa fonte.

Se analisados apenas empreendedores de artesanato, o levantamento aponta que 76% utilizam meios digitais (redes sociais, internet, aplicativos, etc.) na hora da venda.

Na primeira hora do evento, a consultora de negócios do Sebrae-SP, Vanessa Helena, vai compartilhar as principais dicas e orientações para artesãos e artesãs se destacarem vendendo pela internet. Já na parte final, a gestora de comunidade do ELO7, Nathália Raggi, vai explicar o passo a passo de como utilizar a plataforma e potencializar as vendas.

"A necessidade da ampliação de vendas por meio de canais eletrônicos já era uma realidade para empreendedores e empreendedoras e continuará sendo determinante no segmento de artesanato para acompanhar a mudança de perfil de consumo. Queremos preparar artesãos e artesãs para essa nova realidade", comenta o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.