< Back

Comerciantes de Catanduva iniciam preparativos para vender mais no Dia dos Pais

Apesar do movimento estar abaixo do esperado, lojistas acreditam que desta vez pode ser diferente

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: Divulgação - Segundo pesquisa, 107,7 milhões de pessoas devem comprar presentes para seus pais

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local

Celebrado no dia 8 de agosto, o Dia dos Pais é uma das cinco melhores datas comemorativas para o comércio de Catanduva, juntamente com o Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia das Crianças e Natal.

De acordo com Jucielle Souza, empresária no ramo de vestuário feminino e masculino, apesar das vendas frustradas no decorrer deste ano, muitos lojistas acreditam que desta vez pode ser diferente. “A expectativa é que consigamos vender o máximo que pudermos e que possamos bater a meta de vendas. Sabemos que os tempos estão difíceis, muitas pessoas sem emprego devido à pandemia, mas esperamos sempre o melhor”, destaca.

Para este ano, Jucielle apostou em camisetas com frases. “Neste ano a novidade são as camisetas com as frases ‘o pai tá on’, ‘melhor papai do mundo’ e ‘super pai’”, completa.

PESQUISA

De acordo com a pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL 67% dos consumidores pretendem comprar presente no Dia dos Pais este ano. O número representa um aumento de nove pontos percentuais em relação a 2020.

Na prática, isso significa que aproximadamente 107,7 milhões de pessoas devem comprar presentes para entregar a seus entes queridos no segundo domingo de agosto, retornando ao patamar pré-pandemia.

Para a alegria do varejo, o valor que os entrevistados pretendem dispender com os presentes também subiu: em média, pretende-se gastar R$ 207,52 ao todo. Os consumidores pretendem comprar, em média, 1,9 presentes. Com isso, estima-se movimentar no comércio cerca de 22,35 bilhões de reais, um crescimento de 25% em relação a 2020, sem considerar os efeitos da inflação.

Cerca de 37% dos entrevistados têm intenção de gastar o mesmo valor que em 2020, enquanto 28% desejam desembolsar mais, e 28% querem gastar menos. Entre aqueles que irão gastar mais, 56% pretendem comprar presentes melhores, 32% acreditam que os preços dos produtos estão mais altos e 28% querem comprar mais presentes.

Já entre aqueles que pretendem gastar menos, 86% citam haver influência do cenário de pandemia. Desse modo, 40% querem economizar, 25% estão com o orçamento apertado, 23% citam as incertezas do cenário econômico e 20% estão desempregados.