< Back

Catedral Santuário Nossa Senhora Aparecida realiza missa especial de Natal neste sábado

Tradicional, ato litúrgico do dia 25 de dezembro terá dos horários: às 9h e às 19h

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: DIVULGAÇÃO - Padre Jonas Pimentel explica o significado do Natal

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 25/12/2021

Para os cristãos, o Natal, celebrado neste sábado, dia 25 de dezembro, representa o nascimento de Jesus, o filho de Deus. Em comemoração à data, a Catedral Santuário Nossa Senhora Aparecida realiza, anualmente, uma missa especial. Este ano, o ato litúrgico terá dois horários: às 9h e às 19h. Todos os protocolos sanitários contra a Covid-19 serão seguidos.

Em entrevista ao Jornal O Regional, padre Jonas Pimentel frisa o significado do Natal para os fiéis. “O Natal para nós é muito importante porque nós celebramos não mais um profeta, patriarca, líder religioso, apesar de termos nomes importantíssimos, Moisés, Isaías, Abraão; mas porque nós vemos o verbo de Deus encarnado, a partir daquele momento é o verbo que se faz carne e habita entre nós. Um Deus que assume a condição da natureza humana.”

O religioso explica que, assim como a Páscoa, o Natal é uma data de extrema importância. “Para nós o Natal é grandioso, por isso que impressiona tanto, quando a gente celebra a Páscoa vemos Jesus morrendo por nós, o nosso coração fica cheio, mas o Natal não é diferente, só o simples fato da encarnação de um Deus se rebaixar tanto, chegar à natureza humana, nós temos o gesto grandioso do Natal. Final de ano para quem gosta de futebol, os times que foram rebaixados, as torcidas chacoteavam, o rebaixamento de Deus para a natureza humana é inigualável, incomparável, é fruto de um Deus que é humilde e singelo.”

Ele finaliza destacando que o Natal representa simplicidade. “Uma das maiores lições que o Natal dá pra gente é a simplicidade de Deus, aliás, o próprio nascimento d’Ele é reflexo disso. Ele nasceu em uma manjedoura, onde os animais comiam, nasceu em Belém, uma cidade pequena, em uma gruta, de forma improvisada. Se a gente quisesse achar uma lição profunda para o Natal, a resposta é a simplicidade de Deus, tanto que o Natal é verdadeiro quando valorizamos as coisas pequenas, por isso, que o Natal é festa em família, independe se temos um ceia grande, pequena, com bebida ou sem, se a gente abre algum presente ou não; quando a família, a paz, o amor, valores pequenos, mas verdadeiros celebram o Natal. Desejo um feliz e santo Natal, que de fato o Natal singelo, da manjedoura de Belém, possa ser reproduzido em nossas casas. Que valorizemos a família, o encontro, abraço, as coisas pequenas da vida.”