< Back

Catanduvenses sentem no bolso aumento nos preços de verduras e legumes

Equipe do Jornal O Regional percorreu supermercados e ouviu reclamações

Image-empty-state_edited_edited_edited.p

Foto: O REGIONAL - Geadas castigaram as lavouras, o que elevou os preços dos produtos ao consumidor

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local

Dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) mostram que o preço dos legumes subiu quase 20% na primeira semana de agosto. A abobrinha puxou alta com mais de 43% de aumento. Já o pimentão ficou 25% mais caro, e o tomate subiu 23,29%. O preço das hortaliças também subiu 4,26%.

A equipe do Jornal O Regional percorreu alguns supermercados e não foi difícil encontrar quem reclamasse dos preços das verduras e legumes. “O tomate aumentou de novo?”, reclamou uma idosa enquanto fazia as compras em uma rede de supermercados da cidade.

Ana Clara, que costumeiramente compra beterraba para fazer suco, assustou com o aumento. “Tenho uma alimentação balanceada, faço academia, então procuro sempre beber sucos naturais, mas está cada vez mais caro. Olha essa beterraba, meu Deus!”

A dona de casa Anielle Sampaio também reclamou da alta nos preços em produtos alimentícios. “O aumento não tem sido apenas nas verduras e legumes, infelizmente, tive que substituir diversos produtos da minha lista de compras devido ao aumento absurdo. Além da alimentação, temos outras preocupações, como por exemplo, o combustível que está nas alturas. Não sei onde vamos parar!”

De acordo com a Fipe, as geadas de julho castigaram as lavouras em todo o Estado de São Paulo, que resultou em prejuízo no campo chegando ao bolso do consumidor.

“São alimentos básicos do dia-a-dia é difícil substituição. Como você substitui alimento, né? Em uma alta generalizada, tem que deixar de consumir outras coisas. Seu poder de compra cai, você tem que manter, troca alguns itens, mas seu poder de compra acaba caindo, você deixa de fazer coisas por conta desse aumento”, afirma Guilherme Moreira, coordenador de índice de preços da Fipe.