Catanduva, sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Opinião

Com dengue não se brinca

Catanduva fica em situação de alerta para infestação de aedes

publicado em 30/11/2016 às 07:45

imprimir

O índice de infestação larvária em Catanduva chegou aos 3% o que representa que a cidade fica em alerta para casos de focos dos mosquitos que transmitem a dengue, zika, febre amarela e chikungunya. Boa parte das larvas encontradas foram em ralos e potes de água dos animais. Catanduva viveu recentemente uma epidemia de dengue e 35 pessoas morreram em decorrência da doença e parece que a população ainda não se alertou para a importância da prevenção. O trabalho de retirada dos focos do mosquito, a água parada, não depende somente da administração e dos visitadores, depende de cada um de nós. O período de calor e chuva teve início e é a partir de agora, que a situação começa a piorar. Se já estamos em situação de alerta para infestação, o ideal é fazer a nossa parte e intensificar a prevenção. Melhor prevenir do que ter de remediar no futuro. Cada um fazendo a sua parte, cuidando de sua casa e de seu quintal, o risco de uma nova epidemia de dengue é menor. 

veja também

  • Agora vai?

    A Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos apontou que está intensificando a fiscalização de animais de grande porte em Catanduva.

    24/02/2017 às 06:30

  • Indústria alimentícia deve se adaptar ao novo perfil de consumidores

    Nos últimos anos temos acompanhado uma mudança significativa no comportamento da população quando o assunto é o consumo de alimentos.

    24/02/2017 às 06:30

  • Saldo Credor de ICMS – “Abacaxi” que muitas empresas carregam

    Sabidamente, o acúmulo de créditos de ICMS se transformou em verdadeiro “abacaxi”, posto que não são corrigidos monetariamente, resultando corroídos pela inflação, comprometem parte substancial do capital de giro e a competitividade das empresas.

    24/02/2017 às 06:30

  • Blended Learning, um salto no aprendizado

    O cenário educacional vem sendo alterado constantemente, principalmente em razão da inserção das tecnologias digitais dentro e fora das salas de aula.

    24/02/2017 às 06:30

0 Comentário(s) + Escrever Comentário

NINGUÉM COMENTOU AINDA

acompanhe O REGIONAL

edição digital