Catanduva, quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Cidades

Alunos do Sesi Criam Armadilha Para Carrapatos Para Torneio

Iniciativa será apresentada durante Torneio de Robótica que será sediado em Catanduva

publicado em 27/11/2016 às 07:45

imprimir

ALUNOS e orientadores do SESI na preparação do Desafio do robô

ALUNOS e orientadores do SESI na preparação do Desafio do robô

Cíntia Souza
Da reportagem local

Criatividade - essa é a palavra de ordem para a nova temporada do Torneio de Robótica que será sediado em Catanduva na terça-feira (29). De olho na melhor pontuação, os alunos do Sesi da cidade criaram uma armadilha para carrapatos e uma solução inovadora em um projeto de robótica para tornar a vida de animais e humanos melhor. A preocupação com a melhor nota não é para menos, já que após as etapas regionais, estaduais e nacionais, os estudantes concorrem na categoria global, com competidores de outros países.
Nossa reportagem esteve na última sexta-feira (26) no Sesi e acompanhou os últimos preparativos para a competição. Os representantes de Catanduva são os alunos Pedro Arthur Ferreira Gomes, de 12 anos, Gabriel Henrique Brioto de 13 anos, Marcelli Roberta Sarti, de 13 anos, Cecília Marazzi Passos, de 14 anos, Felipe Silva de Campos, de 13 anos e Alice Eduarda Graciano da Silva, também de 13 anos. No projeto eles contam com o mentor Thiago Henrique Aragão Silva e o técnico José Luís Vivi.
Juntos, os alunos desenvolveram a AMC (Armadilha Mata Carrapatos) para o projeto de pesquisa. A preocupação dos estudantes é com os cães. Isso porque, o carrapato pode causar a anorexia, a depressão e até mesmo a morte. A pesquisa dos estudantes apontou inclusive que não é só na pele do animal que esses inimigos se encontram, o ambiente em que vivemos pode estar sujeito a esses agentes que podem causar diversas doenças. “O nosso projeto visa atrair os carrapatos a uma fonte de calor, que por sua vez estará embebida por veneno de ação residual, ou seja, mata apenas a classe dos invertebrados”, informam os estudantes. O melhor é que o custo estimado para a produção da armadilha é de R$ 20, em média, tudo isso para salvar a vida desse que é o melhor amigo do homem.
Além da armadilha, os estudantes devem apresentar o projeto Animal Allies (aliados animais, em português) para o desafio do robô.  A missão é a de mostrar como a tecnologia e a inovação permitiram que seres humanos e animais interajam e cooperem em benefício mútuo.
O projeto deles inclui um porquinho deficiente resgatado, a ordenha de ovelhas, alimentação de animais e a volta de um lagarto para a vida natural. Além disso, uma câmera filma o mau comportamento dentro do ambiente aquático de alguns desses animais. Serão várias missões dentro de um único projeto. Os estudantes procuraram um problema e apresentam uma solução inovadora.
Sediado pela primeira vez em Catanduva
A Etapa Seletiva da Regional de São José do Rio Preto será sediada pela primeira vez em Catanduva. A oitava edição do Torneio SESI - SP de Robótica First LEGO LEAGUE acontecerá das 8 às 16 horas. O evento pode ser acompanhado de perto pelos moradores e estudantes. O SESI Catanduva fica na rua Ipiranga, nº 1025. Representantes de outras oito cidades da região, entre eles de Bebedouro, Penápolis, Barretos, Monte Alto e São José do Rio Preto integrarão a disputa.
  • Alunos do Sesi Criam Armadilha Para Carrapatos Para Torneio
  • Alunos do Sesi Criam Armadilha Para Carrapatos Para Torneio
  • Alunos do Sesi Criam Armadilha Para Carrapatos Para Torneio
  • Alunos do Sesi Criam Armadilha Para Carrapatos Para Torneio

veja também

0 Comentário(s) + Escrever Comentário

NINGUÉM COMENTOU AINDA

acompanhe O REGIONAL

edição digital