Catanduva, domingo, 31 de agosto de 2014

Cidades

Entressafra Pressiona os Preços do Leite no Estado de São Paulo

Em abril, leite longa vida subiu 1,1%, enquanto que o B e C, 1%

publicado em 28/07/2013 às 12:20

imprimir

PREÇO do leite tem alta no estado de São Paulo

PREÇO do leite tem alta no estado de São Paulo

Pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, aponta que os preços do leite no Estado de São Paulo têm subido no Estado de São Paulo na entressafra.

De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta), na entressafra, o preço do leite subiu, mas em um ritmo menos acelerado.

No varejo, em relação ao mês de maio, o leite UHT (longa vida), subiu 1,1%, enquanto que os leites B e C, subiram 1%.

Porém, o produtor teve uma alta superior que o do varejo. Os preços levantados pelo IEA, tanto o leite C, como o B, tiveram alta, afirma a pesquisadora Rosana de Oliveira Pithan e Silva.

“Observa-se que apresar da expectativa de que as altas no varejo, de maio em relação a abril, alcançassem em peso esse mercado, em função do maior aumento nos preços pagos aos produtores em maio, essas foram menores que o esperado”, apontando sobre a pressão no setor supermercadista, e completa que o clima frio pode aumentar ainda mais os preços. “No entanto, a expectativa é de alta, não só para o leite como para os seus derivados, até o final da entressafra, em novembro. No entanto, a forte onda de frio dessa semana deve piorar ainda mais a situação nas das pastagens do estados do Sul e Sudeste contribuindo para altas mais expressivas nos preços do leite, tendo em conta que nessas regiões estão os principais estados produtores de leite do país. Ou seja, o mercado, como um todo deve sentir o impacto do tempo, pois com pastagens comprometidas, o produtor tem que suplementar mais a alimentação do gado”, esclarece.

Ainda segundo a pesquisadora, apesar da alta estar justificada devido ao início da entressafra, outros fatores vem influenciando diretamente esses alimentos, sendo uma das razões a falta de produto no mercado internacional. 

Essa e outras notícias, na íntegra, você confere nas edições impressa e Online de O REGIONAL deste domingo (28).

Da Reportagem Local

veja também

0 Comentário(s) + Escrever Comentário

NINGUÉM COMENTOU AINDA

acompanhe O REGIONAL

edição digital