Catanduva, terça-feira, 28 de março de 2017

Cidades

Consultor financeiro dá dicas

A Rádio Globo Noroeste Paulista entrevistou ontem o consultor financeiro do programa “Consumidor Consciente – Mastercard”, Conrado Navarro.

publicado em 07/12/2012

imprimir

A Rádio Globo Noroeste Paulista entrevistou ontem o consultor financeiro do programa “Consumidor Consciente – Mastercard”, Conrado Navarro, que traz algumas dicas para que as pessoas que querem viajar esse fim de ano tenham uma viagem tranquila.
Navarro frisa a influência que a variação do dólar causa nas despesas de viagem de fim de ano.
“A grande sugestão é que o consumidor precisa pensar nessas despesas com algo já planejado, considerar a mudança nesse patamar do dólar e ver se está dentro do limite financeiro que ele planejou”.
O consultor alerta as pessoas que já estão pensando em comprar a moeda estrangeira. “Se ele precisar comprar moedas, deve tomar cuidado para não tentar adivinhar o melhor momento para isso, a dica é que compre aos poucos. Se você tem algum tempo para fazer a viagem ainda, de semana a semana, de quinze e quinze dias, dependendo do prazo de cada um, o melhor é não tentar achar a melhor hora para comprar. Dificilmente conseguirá acertar isso, tem que tomar estes cuidados para conseguir fazer uma viagem mais tranquila”.
Como sempre apresentado, o especialista levanta a bandeira do planejamento, ressaltando que é importante acompanhar a variação, para saber se realmente vai ter condição de pagar aquilo,  mais interessante é que ele possa antecipar esse raciocínio do planejamento fazendo essas contas agora. “A sugestão é lembrar que primeiro no final de ano a gente tem o Natal, passagem do ano, aquele amigo secreto que faz no trabalho, na família. Em janeiro há a responsabilidade de pagar o IPVA, por exemplo,  e no mês de fevereiro o material escolar  dos filhos e no meio disso tudo,  está o planejamento da viagem”.
A sugestão é que o consumidor faça essas contas e pense no que precisa reservar para cada um destes itens e o quanto tem  de  limite para fazer uma viagem tranquila.
“Ele pode colocar de pouco em pouco algum dinheiro num cartão pré-pago desses de viagens internacional, ele vai comprando a moeda e vai inserindo no cartão, não em uma só vez, mas aos poucos, desde agora até quando for viajar. Ele vai pagar um preço médio melhor, na contação do dólar, do que se ele tentar adivinhar isso para aquele momento. Concentra o pagamento dessa ferramenta, mas também leva o cartão de crédito, se ele precisar em alguma compra que for fazer lá. No pré-pago não tem cobrança do IOF e no cartão de crédito de fechamento do dólar no mês seguinte, a variação do dólar será naquele período”.
Para Navarro, se mesclar as ferramentas de pagamento, você tende a usar melhor essa  lógica financeira, para que não corra o risco de concentrar tudo numa coisa só, eventualmente se for o cartão de crédito, para que não chegue no mês seguinte e não tenha condições de pagar.
O consultor avalia que atualmente, no país, o número de pessoas que realizam viagens turísticas tem aumentado, e aponta que a economia vem contribuindo, entretanto, ressalta que é importante que o consumidor concilie o desejo de viajar com a educação financeira, para que o sonho de fazer uma viagem no exterior não se torne um pesadelo.
Para quem pretende parcelar a viagem, ataca.  “Tomar essa decisão é perigosa, se compromete com endividamento para o ano que vai chegar, o ano vira e tem as despesas futuras. Se tiver dentro do planejamento para assumir o orçamento doméstico, pode se pensar, mas, é preferível que planejam com antecipação a viagem”.
O consumidor, para ter uma viagem tranqüila, deve ficar atento aos pontos: do preço das passagens convertido em real, o pacote que vai usar em relacionado ao hotel e turismo, etc, no local e  comparar com a relação brasileira. É preciso pesquisar,  verificar as informações certas de cada pacote e agência. O Procon registrou mais de 3 mil reclamações em 2012.

0 Comentário(s) + Escrever Comentário

NINGUÉM COMENTOU AINDA

acompanhe O REGIONAL

edição digital